Tamanho do texto

Um vinho elegante e refinado que nos inebria os olhos, o corpo e a alma, nos torna livres e nos ¿rouba¿ as verdades

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535046562&_c_=MiGComponente_C

Acordo Ortográfico

Assim é o champanhe e foi Dom Pérignon ¿ monge beneditino da abadia de Hautvillers no séc. XVII ¿ quem definiu a sua fórmula o que tornou o seu nome o representante do vinho de maior prestigio da casa Moet & Chandon. Incomodado com a alta acidez do vinho após a primeira fermentação decidiu colocá-la na garrafa e estudar as mudanças que isso causaria e tempos depois chamou a todos dizendo: Venham depressa! Estou bebendo estrelas!



Produto de uma segunda fermentação na garrafa, o champanhe é uma das AOC¹ (Appellation dOrigine Contrôlé definida em 1927) mais famosas da França. É composta por três uvas permitidas pela legislação: a Chardonnay, responsável pelo frescor e elegância, a Pinot Noir que garante corpo e potência, e a Pinot Meunier agregando suavidade e equilíbrio.



Estas uvas, após o processo de produção de um vinho tranquilo² serão misturadas de acordo com a porcentagem desejada pelo enólogo e o estilo da casa. A mistura será engarrafada  para que a segunda fermentação aconteça, se formando uma grande quantidade de gás carbônico (veja matéria de 12/12 ¿ método clássico).

O tipo de champanhe é estabelecido após a extração dos sedimentos e a adição do licor de expedição para completar o conteúdo, tornando o champanhe um brut, demi-sec, doux, etc., e você verá essa informação no rótulo.

Aliás, pode acontecer também de existir as inscrições Blanc des blancs ou Blanc des noirs. O primeiro caso designa um champanhe branco feito somente com a uva branca Chardonnay, já no segundo, teremos um branco feito com as uvas tintas Pinot Noir e Pinot Meunier. O Rose é outra versão conhecida e, normalmente, bem mais cara e especial a julgar pelo fato da difícil elaboração dos vinhos tintos na fria e úmida região.

Bem, seja como for, champanhe é champanhe e acredito que muitos, assim como eu, concordam com o que dizia a mulher mais influente da França no reinado de Luiz XV, Jeanne-Antoinette Poisson, conhecida como Madame de Pompadour: "Eu bebo quando estou feliz e quando estou triste. Algumas vezes bebo quando estou sozinha. Quando tenho companhia, considero obrigatório. Beberico se não tenho fome e bebo quando tenho. Além dessas ocasiões eu nunca toco em champanhe... A não ser que tenha sede!"

Portanto, mantenha sempre uma garrafa desta maravilha em sua adega.

DICAS: Laurent Perrier Brut, Moet & Chandon Rose, Dom Perignon 2000.

Legenda
¹ Denominação de Origem Controlada ¿ legislação que dia normas para a produção de vinhos em determinadas regiões da França;

² Vinho tranquilo é aquele que não apresenta gás carbônico.


Leia mais sobre: champanhe

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.