Tamanho do texto

Ela não faz certos ¿milagres¿ que lhe deram fama, mas a banana é, sim, um alimento de muitas qualidades

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=comida%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237535088320&_c_=MiGComponente_C

É uma das primeiras frutas que aprendemos a amar. E há motivo para isso. A banana é um alimento muito rico em carboidratos , uma excelente fonte de energia para o organismo. Rica também em potássio, mineral importante para o bom funcionamento dos músculos, a banana tem fácil digestão, atua nos sistema nervoso e pode ¿ e deve! ¿ fazer parte da dieta habitual de qualquer pessoa.

Com tantos benefícios nutricionais, a banana é uma fruta de alto consumo por diversos grupos populacionais, desde os bebês até os esportistas ocasionais e atletas de competição, que a consomem principalmente para garantir melhor desempenho muscular .

Essa faceta da banana, de ajudar os músculos, rendeu a ela a fama de poder prevenir câimbras, contrações muito dolorosas que podem atingir qualquer pessoa. Mas essa fama, especificamente, não é exatamente verdadeira.

Devido ao seu teor de potássio , a banana realmente pode ajudar, mas ela sozinha não cura pessoas que sofrem constantemente desse mal. Alguns tipos de câimbras decorrem de exercícios muito intensos ou da falta de líquidos e minerais no organismo, além de má circulação sanguínea. A banana, nesses casos, ajuda, mas não faz milagres ¿ e é preciso um tratamento mais completo para sanar as dores.

Outro mito infundado é que a banana seria uma sabotadora de dietas. Não é. A maioria das variedades de banana tem entre 85 e 110 calorias , em cada 100 gramas (mais ou menos uma unidade). Como lanche da tarde ou parte do café da manhã, ela é perfeita. O que pesa mesmo é preparar a banana à milanesa (o que pode elevar o valor energético a 400 calorias por porção) ou acompanhadas de doces, sorvetes ou bebidas alcoólicas.

A banana é mesmo cercada por mitos ¿ alguns, felizmente, verdadeiros. Sua atuação no intestino, por exemplo, é real e muito importante. As fibras presentes na fruta contribuem para o equilíbrio intestinal e ajudam a fortalecer a mucosa desse órgão. Daí ser uma boa fruta para oferecer aos bebês (principalmente a banana-maçã que, como outras variedades dessa fruta, é também muito rica em cálcio, ferro e vitaminas A, B1, B2 e C).

Ganha ainda um benefício extra, quem opta por consumir bananas regularmente: cada unidade da fruta contém em média 0,01 grama de triptofano, aminoácido essencial na produção da serotonina, capaz de melhorar tanto o sono quanto o humor. Por tudo isso, comer banana é só alegria.

Leia mais sobre: banana

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.