Tamanho do texto

Saiba que tipo de material é mais ou menos apropriado para levar alimentos ao forno

Confira nesta lista os prós e contras da formas usadas para assar bolos, tortas, muffins, pães ou para levar ao forno assados ou massas. Veja também os principais cuidados para a manutenção e prolongar a vida útil dos recipientes.

*Veja os tipos de formas em nossa galeria de imagens

Alumínio : já foi o material mais comum em relação às formas. Com a vantagem de ser mais barato e muito durável, era possível comprar modelos para diversas receitas, das redondas com buraco até assadeiras de pizza ou com fundo removível. O problema do alumínio está na boa e velha relação de o barato sai caro.

Com o uso e a lavagem, o material pode começar a desprender, liberando partículas que não são boas para a saúde. As formas de alumínio polido podem até ficar brilhantes com a lavagem ¿ mas é um trabalho inglório, pois lavar essas formas é muito difícil e, novamente, forçar a mão na esponja pode causar desgaste do material. Elas precisam, sim, ser bem untadas antes do uso, o que facilita a retirada do alimento, mas piora ainda mais a lavagem.

Antiaderente : são muito mais fáceis de limpar, claro, mas outra vez surge aí o problema da liberação de partículas no alimento. As formas e assadeiras antiaderentes, muito usadas para tortas, bolos e pizzas, são alvos constantes de talheres e, uma vez riscadas, não devem mais ser mais utilizadas.

Aço inox : tem o grande benefício de cozinhar os alimentos por igual e mais rapidamente. As formas feitas com esse material são, no entanto, cerca de três ou quatro vezes mais caras que as de alumínio, por exemplo. Mas o investimento compensa, pois, além de duráveis, são versáteis e apropriadas para assados em geral: peixes, vegetais e massas como lasanha. São também ótimas opções para assar alimentos mais ácidos, como receitas com tomate, já que o metal não apresenta reação em contato com a comida, preservando o sabor do alimento.

Silicone : no momento, no entanto, as formas de metal são (quase) um assunto ultrapassado. O modelo da vez é o de silicone. Com boa condução de calor, os recipientes em geral não precisam ser untados e existem em inúmeros formatos para os mais diversos e criativos usos.

A forma de silicone é indicada para assar bolos mais firmes, muffins e pães ¿ que podem quebrar ao desenformar dos utensílios de metal, mas não no caso do silicone.

Essas formas só têm um porém: o preço ainda está alto e é preciso pesquisar para encontrar boas ofertas. Importante: formas de silicone precisam ser muito bem lavadas em água morna com detergente para que não fiquem grudentas e deixem gosto residual no próximo prato a passar por ali.

MANUTENÇÃO : a lavagem das formas, de qualquer material, deve ser obviamente muito bem feita e, na hora de secar, o pano de prato ajuda, mas também é possível fazer isso com alguns minutos de forno. É o ideal. Nunca use facas para tirar resíduo de nenhum tipo de forma: no alumínio, pode provocar desgaste do material. No antiaderente, o estrago é definitivo; no aço, deixa marcas e, no silicone, basta um corte para arruinar as chances da forma.

Leia mais sobre: assadeira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.