Tamanho do texto

Receitas e macetes para dar um upgrade no mais brasileiro dos drinques


A legítima caipirinha é de cachaça, açúcar e limão. Mas já foi o tempo em que eram tratadas como novidade as variações do brasileiríssimo drinque feitas com vodca (chamada capirosca) ou saquê. Também é de temporadas passadas, quem diria, chamar de novos os sabores hoje tão populares de frutas vermelhas, maracujá, abacaxi, uva, kiwi. Aos poucos, além de casamentos entre diferentes frutos, critérios como estação do ano, mistura de especiarias, ervas aromáticas e outras bebidas alcoólicas entraram no jogo.

CACHAÇA, AÇÚCAR E LIMÃO: VEJA AQUI A RECEITA DA CAIPIRINHA TRADICIONAL

Para ajudar a harmonizar essa infinidade de nuances, Deusdete Neres de Souza, barman do Veloso , em São Paulo, comenta abaixo cada tipo de ingrediente e diz como usar. Impossível a receita tradicional deixar de ser querida, mas, seguindo os macetes, dá para aproveitar a ida à feira e às gôndolas de temperos do mercado para inventar moda em casa .

SIGA O IG COMIDA NO FACEBOOK E NO TWITTER

Quer treinar? Veja aqui as receitas. As dicas estão abaixo
CAIPIROSCA DE MARACUJÁ, ABACAXI E CAPIM-LIMÃO
CAIPIROSCA DE LIMÃO GALEGO, TAHITI E SICILIANO COM ACÚCAR DE CARDAMOMO
CAIPIRINHA DE ARAK COM DAMASCO
CAIPIRINHA DE JABUTICABA, KIWI E ABACAXI
CAIPIRINHA DE CAFÉ E LICHIAS

Caipirinha de lichia com cereja
Divulgação
Caipirinha de lichia com cereja



Pimentas

Algumas são fortes demais. Nunca use, por exemplo, a malagueta. Já a biquinho e a rosa, que têm pouca picância e bastante sabor, são boas para os coquetéis e podem ir inteiras ao copo. Mas pimenta é especiaria que não serve apenas para dar aroma: um leve ardor cai bem com algumas frutas. Para deixar a bebida ardidinha na medida, a dedo-de-moça é ideal. "Lave uma pimenta inteira, faça um corte longitudinal da ponta à base, mas sem parti-la em dois", explica Souza. "Retire o excesso de sementes, com ajuda de uma faca, e espete-a na borda do copo. Fica ótima na versão com tangerina". Preparando desse modo, a ardência é incorporada aos poucos.

Ervas aromáticas

Manjericão, hortelã e outras ervas aromáticas devem ser usadas frescas, mas não maceradas junto com as frutas e o açúcar. Isso porque o óleo contido nelas pode resultar em gosto amargo ou expressivo demais, se pressionadas com o socador. Para tirar o máximo dos aromas, prepare as caipirinhas normalmente e adicione as ervas no final, quando as folhas liberam o aroma pouco a pouco na bebida. O misturador no copo também ajuda.

Frutas da estação
Quando na época, além de mais em conta, as frutas são facilmente encontradas e estão mais frescas e gostosas. A manga rende ótimas caipirinhas. Para utilizá-la, escolha o tipo palmer, menos fibroso. Clique aqui e veja quais frutas estão em alta . Algumas frutas, como a carambola, a mexerica, a pitanga e a amora podem variar de azedinhas a dulcíssimas, de acordo com a época. Prove antes de preparar o drinque e, caso estejam bem doces, diminua pela metada o açúcar da receita. Essa regrinha de cortar ao meio é fixa para o caju, naturalmente bem doce.

Veja aqui: como fazer uma caipirinha nota dez

Até o caroço?
Como fazer para macerar frutas pequenas, com casca e caroço? Para jabuticabas, siriguelas e uvas, nada de descascar ou remover os caroços. Já no caso da lichia, muito utilizada em drinques, deve-se acrescer apenas a polpa da fruta ao copo.

Outras boas combinações de sabores são:
- Romã e limão
- Abacaxi e pitaia
- Tangerina, manga ou lima-da-Pérsia com pimenta dedo-de-moça
- Siriguela com tangerina
- Phisalis e tangerina
- Carambola e pimenta rosa

Leia também: como fazer diferentes coquetéis com cachaça

Cachaças e vodcas aromatizadas
Dá para aproveitar também as cachaças e vodcas aromatizadas existentes hoje: baunilha, tangerina, pimenta, frutas vermelhas... O sabor fica mais suave do que se o ingrediente in natura fosse adicionado. Nesses casos, vale a mesma regra de combinação de sabores. Por exemplo: se a bebida tiver toques apimentados, nada de adicionar picância extra. Aromas cítricos nas bebidas funcionam como limão, e caem bem com hortelã.

Gengibre
Outra dica: o gengibre, de sabor único, combina com a clássica caipirinha de limão . Para adicioná-lo à receita, use um pedaço bem pequeno de gengibre natural: descasque-o, corte em cubinhos, com ajuda de uma faca de ponta, ou rale-o, e macere junto dos limões e do açúcar. Só assim o aroma será liberado e percebido na bebida. À essa combinação vale trocar metade do açúcar refinado por melaço de cana.

Caipirinha com limão e mate
Divulgação
Caipirinha com limão e mate

Veja também: o essencial da coquetelaria

Em defesa da cachaça: produtores querem fortalecer o destilado brasileiro fora do país

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.