Tamanho do texto

Confira o passo a passo da esfiha de um dos melhores restaurantes árabes do País e aprenda recheios de carne, ricota e espinafre

Aprenda a fazer a esfiha do Arábia e perfume sua cozinha com o inebriante tempero árabe
Edu Cesar/Fotoarena
Aprenda a fazer a esfiha do Arábia e perfume sua cozinha com o inebriante tempero árabe


Os discos e trouxinhas de massa, de origem síria libanesa, se popularizaram no Brasil nos anos 80 e nunca mais saíram de moda. Hoje, os salgados árabes são tão procurados quanto quitutes nacionais, como coxinha e pão de queijo. Especialmente para o iG Comida , Leila Kuczynski, chef do restaurante do paulistano Arábia , ensina, passo a passo, a receita original de sua família – considerada uma das melhores do País.

A massa é a mesma da pizza. E isso não é mera coincidência, "A pizza é derivação da esfiha", diz a chef. Para fazer as redondas, a receita é a mesma. Apenas dobre o temo de descanso indicado no preparo de Leila.

Ainda não curtiu o iG Comida no Twitter?

Aprenda a fazer a massa, recheios de carne, ricota e espinafre, e macetes para preparar esfihas. Uma dica de família? "Assá-las em tabuleiro antigo dá melhor resultado." Palavra de (filha de) libanesa.

Veja aqui o passo a passo completo de esfihas

Como esquentar esfiha em casa

Eterna duvida da dona de casa é como fazer para requentar os salgados árabes. Micro-ondas nem pensar! Ele deixa o quitute mole. Agora, no forno convencional, preaquecido em temperatura média (150 graus), em dez minutos elas ficam perfeitas. "Se forem esfihas abertas, bote uma cima cima da outra, unidas pelo recheio", diz Sérgio Kuczynski, sócio do Arábia e marido de Leila.

Confira abaixo as receitas na íntegra:
Esfiha de carne
Esfiha de ricota
Esfiha de espinafre

Restaurante Arábia Rua Haddock Lobo, 1397, São Paulo, tel. (11) 3061-2203

Curta a página do iG Comida no Facebook

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.