Tamanho do texto

O doce infantil vira pratos e drinques em mesa de gente grande. Confira receitas

Açúcar em ponto de nuvem vai bem em pratos doces, salgados e até em drinques alcóolicos
Tricia Vieira/Fotoarena
Açúcar em ponto de nuvem vai bem em pratos doces, salgados e até em drinques alcóolicos
Açúcar cristalizado enrolado no calor em alta velocidade. A receita de algodão-doce há muito encanta o público infantil. Mas sua textura peculiar e a aparência exuberante também conquistaram os mais crescidinhos e estão fazendo sucesso em mesas de gente grande.

Quem lançou a moda foi Ferran Adrià , do catalão El Bulli , em Roses. O chef, que faz da cozinha seu parque de diversões, foi o primeiro a servir o doce num menu para adultos. Estranho? Não para os que conhecem a gastronomia de Adrià. “Ele busca inspiração em ingredientes simples, quase corriqueiros. Sempre olha para coisas que a maioria dos cozinheiros não dá crédito”, afirma o espanhol Pablo Pavon, chef do Soeta , em Vitória (ES), seu funcionário por quatro anos. O discípulo, claro, adora a invenção do mestre: “O produto combina tanto com pratos doces, quanto salgados. Ele surpreende, decora, encanta e remete à infância.”

A primeira receita que levou o ingrediente, ossos de sardinhas envolvidos em algodão-doce, foi chamada de múmia. Hoje, um dos drinques de boas-vindas do longo menu do El Bulli é a piña colada . Seria normal se ele não viesse em formato de... algodão-doce!

Última temporada do El Bulli, em Roses, Espanha, tem cardápio de 48 pratos

Preparar o doce não requer prática, mas equipamento especial. “É impossível obter aquela textura sem a centrífuga específica. Ela aquece o açúcar e ao mesmo tempo gira com muita velocidade para transformá-lo em uma teia de fios milimétricos”, afirma Douglas Van Der Ley, do É , em Recife. O chef teve a ideia de fazer uma receita com o produto, quando cruzou com um vendedor ambulante cheio de algodões coloridos, na praia. “Comprei todos que ele tinha, levei para a minha cozinha e comecei os testes”, diz. A partir desse dia, o prato mais pedido em seu restaurante de cozinha contemporânea passou a ser o algodão-doce com foie gras. “Impossível tirar do cardápio.”

Eric Thomas, do paulistano Tantra , também se rendeu aos encantos do açúcar em ponto de nuvem. A sobremesa que mais causa impacto em seu restaurante é uma enorme bola vermelha de algodão-doce. “Basta o garçom cruzar o salão com uma dessas que os outros clientes pedem também”, diz o chef.

Historinha do algodão-doce

Os primeiros registros de algodão-doce datam de 1400, na Itália. Mas esse formato fofo que conhecemos hoje só foi criado em 1897. Os responsáveis pelo feito foram os doceiros norte-americanos William J Morrison e John C. Wharton. Eles patentearam um equipamento capaz de cozinhar o açúcar dando sabor e cor ao mesmo tempo em que centrifugava o ingrediente -- método cientificamente chamado de trefilação de açúcar. Mas foi só na virada do século, em 1900, que a nuvem açucarada foi apresentada ao mundo na Exposição de Paris com o nome de “fios de fadas”.

Algodão-doce com foie gras faz sucesso no restaurante É, em Recife
Rafa Medeiros/Divulgação
Algodão-doce com foie gras faz sucesso no restaurante É, em Recife
Algodão Doce com foie gras
Receita do chef Douglas Van Der Ley, do restaurante É, em Recife, PE
Tempo de preparo: 20 min
Rendimento: 1 porção

Ingredientes
1 saco de algodão-doce (comprar pronto)
80g de foie gras
2 colheres de molho de soja
2 colheres de vinagre de framboesa
Sal defumado e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo
Corte o foie gras em 6 partes, marine na mistura de molho de soja e vinagre por cinco minutos. Aqueça uma chapa antiaderente e sele o foie rapidamente (40 segundos de cada lado). Depois de grelhado retire o excesso de gordura com papel toalha, polvilhe com o sal defumado e a pimenta. Faça uma caminha com uns chumaços de algodão-doce, deite o foie gras e sirva imediatamente.

Sweet Dreams, do Tantra: morango, vodca, vinagre balsâmico, mel e algodão-doce
Tricia Vieira/Fotoarena
Sweet Dreams, do Tantra: morango, vodca, vinagre balsâmico, mel e algodão-doce
Drink Sweet Dreams
Receita do chef Eric Thomas, do restaurante Tantra, em São Paulo, SP
Tempo de preparo: 10 min
Rendimento: 1 porção

Ingredientes
3 morangos batidos no liquidificador com um pouco de gelo
1/3 de dose de vodca Raspberry
½ colher de vinagre balsâmico
1 fio de mel
1 algodão-doce

Modo de preparo
Misture os morangos batidos com vodka, vinagre balsâmico e mel. Complete com uma “pirâmide” de algodão-doce. 

Serviço:

É
Rua do Atlântico, 147, Boa Viagem , Recife, PE, tel. (81) 3325-9323
Tantra
Rua Chilon, 364, Vila Olímpia, São Paulo, SP, tel. (11) 3045-9113 e Av. São Camilo, 988, Granja Viana, São Paulo, SP, tel. (11) 4702-6883

Aprenda a fazer doce de leite com casca durinha e interior molengo
Comidinhas preferidas das crianças aterrizam em cardápios de restaurantes bacanas
História e receitas de bolinhos de chuva

    Leia tudo sobre: receitas
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.