Além do alface e tomate! Chefs dão dicas para variar a salada feita em casa

Inovar nos ingredientes, apostar em queijos e acertar no tempero são coisas simples, mas que podem transformar a sua salada básica do dia a dia

Opção para uma refeição leve, as saladas são práticas e podem ser preparadas a qualquer hora do dia ou da noite. Além disso, podem ser elaboradas de diversas maneiras, com frutas, queijos e frango.

Leia também: Não é só azeite e vinagre! Aprenda como temperar salada e combinar sabores

Por conta disso, ouvimos alguns chefs, que falam de algumas combinações servidas em seus restaurantes e que podem ser preparadas em casa. Confira!

Carolina Figueiredo – Gula Gula

Foto: Divulgação
Salada feijão maravilha, do Gula Gula

A chef afirma que gosta de misturar ingredientes diferentes na salada, como frutas, sementes, castanhas e grãos.

“Um exemplo bem interessante é a salada feijão vermelho. Fazemos o feijão com um pesto de agrião e limão galego e, para dar acidez e contrastar com o feijão, adicionamos o crudo de pupunha e cogumelos, temperado com bastante limão e muitas ervas, além de azeitonas e as folhas. E para dar aquela crocância, vai uma farofinha de panco com castanhas na manteiga de garrafa que é o toque especial”.

Leo Botto – Boto Restaurante

Foto: shutterstock
Ora-pro-nóbis pode ser usada em salada, pães e tortas

Ele fala sobre como preparar uma salada usando PANCs (Plantas Alimentícias Não Convencionais) . “Para uma salada refrescante, usamos PANCs frescas como trevinho e capuchinha, por exemplo. Todas possuem mais acidez. A própria azedinha que é muito bacana".

"Já alguns outras possuem menos acidez com um leve amargor, outras com um leve toque de doçura como ora-pro-nobis e a taioba”.

Segundo ele, é possível utilizar todas essas opções para equilibrar acidez com doçura e o amargor, mas que a escolha fica de acordo com o gosto pessoal de cada um.

Alain Poletto – Bistrot de Paris

Foto: Divulgação
Salada niçoise do chef Alain Poletto

O chef aponta a salada niçoise, típica do sul da França. Para ele, trata-se de uma receita mais provençal, completa e indicada para o verão, por ser refrescante.

“No Bistrot de Paris, servimos com o ovo mollet, pois acho que fica mais delicado. Aqui usamos folha de alface lisa baby, bem crocante. Leva também batata sem pele, conserva de atum, aliche, pimentão, vagem e fatias de cebola roxa. Servimos aqui com um vinagrete a parte para que o próprio cliente possa temperá-la. Finalizo com um pouco de flor de sal”.

Damiano Sana – Buonissimo

Foto: shutterstock
Queijo também é bem-vindo nas saladas, mas deve entrar em lascas e nunca ralado muito fino

“Um queijo pode dar uma vida numa salada. Se a salada for simples, usar um parmesão ou um peccorino faz ela vibrar. Porém, a forma como esse queijo entra na salada é tão importante como o tipo de queijo. Deve ser em lascas finas, ou em cubos muito pequenos para não roubar a cena. Ralar o queijo muito fino também não é uma boa ideia, porque ele pode sumir”, diz o chef.

Segundo ele, o ingrediente também pode ser usado para fazer molho . “Mistura-se pesto com stracciacella e azeite. Ele ressalta a salada, principalmente se ela for mais neutra”.

Chef Diego Cerqueira – Trencadís

Foto: shutterstock
Frutas secas e castanhas são bem-vindas também na salada

“Para fugir um pouco da tradicional montagem de salada, eu costumo usar vegetais como abobrinha, cogumelos e tomate confitado. Também utilizo algumas frutas secas (nozes, pinhole e damasco), algum queijo mais fresco (burrata e queijo boursin), fruta (morango e maçã verde). Jamón costuma funcionar muito bem também”.

Leia também: Salada não é só folha! Saiba como incluir alimentos cozidos no prato

Bistrot de Paris
rua Augusta, 2542, Jardim Paulista
(11) 3063 1675 – São Paulo – SP
bistrotdeparis.com.br
almoço: de terça à sexta, das 12h às 15h. Sábados, 12h às 17h. Domingo, das 12h às 15h30.
jantar: de terça a quinta, das 19h às 23h. Sexta e sábado, das 19h às 00h.

Boto Restaurante
rua Cônego Eugênio Leite, 1152 – Pinheiros
(11) 3032.1029 – São Paulo – SP
@boto.restaurante
De terça a sábado, das 19 à 0h.

Buoníssimo
rua Simão Álvares, 31 – Pinheiros
(11) 3023-0040 – São Paulo – SP
www.facebook.com/buonissimo
De segunda e terça, das 12h às 16h.
Quarta a sexta, das 12h às 23h.
Sábado, a partir das 12h.
Domingo, das 18h às 23h.

Gula Gula
rua Padre João Manuel, 109, Jardim Paulista – São Paulo/SP
Domingo a quinta, 8h às 23h; sexta e sábado, 8h à 0h
@gulagularestaurante

Trencadís
rua Costa de Carvalho, 159 – Pinheiros 
(11) 3819-3807 - São Paulo - SP
De terça a quinta, das 12h às 15h e das 19h às 23h.
Sexta, das 12h às 15h e das 19h às 23h30.
Sábado, das 12h às 16h e das 19h às 23h30.
Domingo, das 12h às 17h.

Link deste artigo: https://receitas.ig.com.br/2019-12-09/alem-do-alface-e-tomate-chefs-dao-dicas-para-variar-a-salada-feita-em-casa.html