Tamanho do texto

Alex Atala desabafa sobre ter sido rebaixado para sexto lugar entre os melhores restaurantes do mundo

Alex Atala
Divulgação
Alex Atala

“Voltei com gosto de derrota. Vim no avião e já sabia que quando chegasse aqui todo mundo ia falar mal de mim.” Foi com essa frase que Alex Atala, um dos chefs de cozinha mais badalados do País, começou seu desabafo sobre ter caído duas posições na lista dos melhores restaurantes do mundo , publicada pela revista britânica Restaurant, na segunda-feira (29).

O chef do restaurante D.O.M. assumiu que estava na expectativa pelo primeiro lugar. “Quando o René Redzepi me chamou para conversar, senti, por um ou dois dias, que eu era o primeiro do mundo”, revelou, referindo-se ao chef do premiado Noma, primeiro lugar por três anos consecutivos e agora vice-líder. “Eu já tinha provado o gosto de ser o primeiro, mas não fui. O sexto (lugar) doeu pra caralho, foi foda por causa da expectativa”, completou.

Leia mais : Aligot: o purê elástico de Atala

Atala disse que, apesar de sua cozinha influenciar outros chefs, seu restaurante está localizado na América do Sul e não consta em nenhum roteiro de viagem, como acontece com os restaurantes europeus. Ele também criticou a falta de apoio do governo. “As coisas só vão melhorar se isso acontecer. Não é um ataque, é um pedido de ajuda”, disse.

O chef desabafou no final da palestra “Brasil: a bola da vez”, no evento de gastronomia brasileira Paladar, em São Paulo. “Estou feliz com o sexto lugar, mas eu queria o número um”, finalizou.

Quer provar os pratos do sexto melhor restaurante do mundo?
D.O.M
Rua Barão de Capanema, 549 - Jardins - SP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.