Tamanho do texto

Com quase 6 mil votos, as redondas tiveram mais indicações do que pastel, sanduíche de mortadela, bauru, coxinha, e milho juntos

Depois de Nova York, São Paulo é a cidade que tem mais pizzarias no mundo. Bem diferentes da receita clássica, original de Nápoles, na Itália, as redondas paulistanas são tão misturadas quanto o povo da cidade. Vale tudo em cima do disco de farinha e água. Carne seca, brigadeiro, goiabada. Na capital da gastronomia, existe até pizza de estrogonofe, de sushi, de cachorro-quente. A massa pode ser fina, média ou grossa e suas bordas recheadas com queijo cremoso e cobertas por gergelim.

CURTA O IG COMIDA NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER

Em São Paulo, as primeiras casas especializadas surgiram no Brás, e logo chegaram ao Bexiga. Esses bairros concentravam as colônias italianas, e foi ali também que as primeiras modificações no recheio das redondas foram feitas. O orégano seco substituiu o manjericão fresco, raridade nos mercados. Para deixar o sabor do molho mais marcante, rodelas de tomate foram adicionadas à receita.

A tradição na cidade é tanta que no dia 10 de julho comemora-se o Dia da Pizza. A data, criada pelo ex-secretário de turismo Caio Luís de Carvalho, apareceu no calendário local em 1985 e nunca mais saiu da folhinha.

Agora chega de conversa, é hora de ir para a cozinha. Escolha a sua receita favorita, e incremente-a como quiser. Aqui, isso não é falta de educação nem pecado. 

PIZZA DE MUSSARELA COM TOMATE ASSADO
PIZZA CAPRESE 
PIZZA DE CARNE SECA COM ABÓBORA
PIZZA DE PALMITO COM ALHO-PORÓ
PIZZA DE PAIO COM COUVE 
PIZZA DE SORVETE
PIZZA DE QUEIJO DE CABRA E PRESUNTO CRU 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.