Tamanho do texto

Aprender a cozinhar enquanto navega é a proposta da Bon Appétit Culinary Center, em que a chefe americana Kathryn Kelly dá aulas temáticas durante os cruzeiros

Faz dois anos que a chef americana Kathryn Kelly coordena uma escola de culinária a bordo do navio Marina, e desde maio de 2012 também na sua embarcação gêmea na frota da Oceania Cruises: o Riviera. Durante os cruzeiros, que têm foco na gastronomia e uma população flutuante com especial interesse pelo assunto, a Bon Appétit Culinary Center , autoproclamada a "única escola de culinária com aulas práticas em alto-mar", oferece duas aulas por dia quase que diariamente, uma às 11 horas e outra às 15hs, com duas horas de duração cada. O preço da aula é 69 dólares.

CURTA O IG COMIDA NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER

As aulas são temáticas e têm começo, meio e fim – no fim você come o que cozinhou. Não precisa exatamente ter intimidade com a cozinha: além da professora, três assistentes estão ali para ajudar, corrigir, empurrar o aluno na direção certa e limpar a bagunça. Quando você chega já está tudo pré-preparado, os alimentos divididos nas quantidades certas. Entre uma receita e outra, enquanto a chefe reúne o grupo em torno dela para as demonstrações, a sujeira que você deixou para trás desaparece.

A cozinha coletiva, com janelões que dão para o mar, é equipadíssima. Cada dupla de alunos ganha gorrinhos, avental, uma bancada de metal, uma pia, uma tábua de alimentos, panelas, uma gaveta cheia de utensílios, todos os ingredientes que vai usar e um fogão elétrico com duas bocas para trabalhar. São 12 estações no total.

O tema da aula a que assistimos era brunch. Aprendemos a fazer pão, suflê de abobrinha com hortelã, ovos pochê (esses são tão simples que até eu acertei), crepes e salmão defumado (idem). Com um microfone estilo da Madonna e seus dentes de um branco total radiante, Kathryn parece uma dessas chefes dos programas de televisão. 

Dentro da cozinha, o ovo pochê; do lado de fora, o mar
Ana Ribeiro
Dentro da cozinha, o ovo pochê; do lado de fora, o mar

Ela é uma mulher enorme, de pelo menos 1m80 de altura, e tem aquela aptidão comum entre os americanos quando pegam um microfone: são capazes de divertir mesmo se estiverem dando um  aviso qualquer. Assim, a aula pode ser bem engraçada também. Nascida numa granja em Middleburg, na Virginia, Kathryn começou a se interessar pela cozinha por influência de sua avó, na fazenda de seus pais. Flertou com a carreira de chefe na juventude e passou seis anos no restaurante Northwest Passage, em Seattle, estado de Washington. Mais tarde se formou em medicina, mas fez uma carreira de sucesso mesmo no mundo corporativo, do qual se aposentou em 2007, aos 47 anos. Aí voltou para as panelas - se formou no Instituto de Culinária da América e deu aulas em vários lugares.

Veja mais: Alta gastronomia no mar

No navio, além de ser a chefe-executiva do Bon Appétit, participa do desenvolvimento dos menus dos restaurantes e recebe chefes convidados de várias partes do mundo. "Tudo o que eu sei sobre a cozinha turca e marroquina aprendi aqui no navio", diz ela. Tem paixão por ovos, que ela chamou de "alimento perfeito" enquanto dava dicas de como conservá-los (na geladeira, dentro da embalagem em que vieram do supermercado) e para ver se o ovo está velho (no prato, a gema se espalha junto com a clara). "O ovo tem de ser conservado na geladeira, mas estar na temperatura ambiente quando usado na cozinha. Para isso, basta colocá-lo sob a torneira da cozinha e deixar correr um pouco de água."

Dependendo do lugar em que o navio está ancorado, a aula é mais completa: ela leva os alunos para fazer compras na cidade, e inclui ingredientes locais nas receitas. “Na França, por exemplo, vamos visitar pequenos produtores que fazem queijo de cabra artesanal”, conta. Outros temas de suas aulas são hambúrgueres (Beyond Burgers: Backyard Feasts), culinária da Sicília (Sensuous Sicily), do Marrocos (Magical Morocco), da Grécia (Gloriously Modern Greek), do sul da França (Perfect Provence), crepes (Can´t Get Enough Crepes), e a mais tradicional das receitas espanholas (Viva Paella). 

Leia mais: Diário de bordo, todas as refeições de um cruzeiro gourmet

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.