Tamanho do texto

Alimentos cultivados sem agrotóxicos são mais gostosos do que os convencionais

Quem vai às compras precisa estar alerta para não se deixar enganar apenas pela aparência de frutas, verduras, legumes e carnes. Nesses ingredientes, nem sempre a qualidade anda de mãos dadas com a beleza. Os orgânicos, apesar de normalmente custarem mais, na maioria dos casos são menos vistosos do que seus similares convencionais. Mas, especialistas garantem, têm muito mais sabor do que itens obtidos a partir de sementes transgênicas e plantações com farto uso de fertilizantes artificiais, fungicidas, inseticidas e outros idas.

CURTA O IG COMIDA NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER

“A diferença entre um produto orgânico e outro cultivado à base de agrotóxicos é mais ou menos a mesma de um atleta que tem sua musculatura desenvolvida única e exclusivamente em razão de seu treinamento para aqueles que usam esteróides anabolizantes”, diz Renato Caleffi, chef do paulistano Manjue Bistrô, restaurante que só trabalha com orgânicos. Isso significa que os “turbinados” podem até ser bonitos por fora, possuir cascas brilhantes e porte atlético, mas têm pouco ou nenhum sabor.

De fato, por não serem resultado de melhoramentos genéticos, além de não ter proteção artificial contra doenças ocasionadas por fungos e pragas, os orgânicos costumam ser mesmo mais feiosinhos e menores. Para piorar, ainda disputam os nutrientes e a água do solo com as ervas daninhas que, nos cultivos convencionais, são exterminadas pelos herbicidas. Além disso, os produtos "comuns" são programados por manipulação cromossômica para absorverem mais água. "Eles ficam maiores e com mais polpa, mas menos gostosos. É como se estivessem inchados, com retenção de líquido. Por isso, os sabores ficam diluídos”, diz.

Mas esse efeito (ou defeito) só é percebido com tanta nitidez por quem já está acostumado a consumir alimentos orgânicos. É o caso da consultora gastronômica Simone Jubran, que sempre procura aumentar a lista de orgânicos dos restaurantes que atende. Para ela, o tomate é um dos alimentos que deixam clara essa diferença. “O convencional é muito ácido, aguado e tem textura porosa”, diz. “Já o orgânico é adocicado, tem polpa mais firme, aroma e sabor muito mais intensos.” As cenouras orgânicas, garante, possuem características parecidas– são mais doces, coloridas, perfumadas e crocantes.

Outro produto que tem sabor nitidamente prejudicado por inseticidas e afins é o morango. “O ‘comum’ parece um isopor”, afirma Daniel Neuman, sócio da The Gourmet Tea, casa de chá e restaurante que privilegia alimentos orgânicos. “Os convencionais são vibrantes, cheirosos, têm sabor vigoroso e refrescante, polpa de cor intensa e textura mais tenra.” 

E não é só nas plantações que o tipo de cultivo faz diferença. Animais criados com manejo biodinâmico ou orgânico, em geral, também são mais gostosos do que os demais. “A carne de espécies que vivem no pasto, não consomem rações nem recebem hormônios tem mais proteína e gordura marmorizada, itens que tornam seu sabor mais pronunciado”, afirma o chef consultor Julien Mercier. Segundo ele, quem prestar atenção consegue até sentir, em determinados cortes, o gosto do milho da ração consumido pelo animal. Segundo Caleffi, galinhas criadas sem remédios e hormônio também produzem melhores ovos. “Os convencionais têm claras mais líquidas e gemas pálidas, sem sabor”, diz.

Caros, mas nem tanto
A parte ruim da história é que os orgânicos têm menor produtividade e exigem alguns cuidados especiais – o que acaba tornando-os mais caros. Nas grandes redes de supermercado a diferença média de preço é de cerca de 30%. A boa é que essa diferença já foi maior e esse tipo de produto está cada vez mais popular. Em Perdizes, zona oeste de São Paulo, o supermercado Apanã (Rua Turiassu, 1.645, tel. 11 2667-9395) tem vinhos, cervejas, sucos, pães, frutas, bolos, biscoitos, laticínios, cafés e uma área só com produtos de limpeza, cosméticos e itens de higiene pessoal, como xampus e cremes dentais. Ali perto, na Na Vila Madalena, o Quintal dos Orgânicos (Rua Fradique Coutinho, 1.416, tel. 11 2386-1881) oferece uma variedade enorme de frutas, hortaliças, cereais, pães, biscoitos, geleias, chás e sorvetes. Tudo orgânico, disposto em prateleiras lindas de morrer.

LEIA TAMBÉM: SAIBA EM QUAIS ORGÂNICOS INVESTIR
E MAIS: 7 FATOS SOBRE ALIMENTOS ORGÂNICOS

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.