Bolo simples

Aprenda a receita que fez sucesso instantaneamente sem divulgação nem propaganda. E mais: dicas para seu bolo nunca mais solar

Roberta Malta, iG São Paulo

Trícia Vieira/ Fotoarena
Bolo de nada com chocolate granulado vira o clássico formigueiro
Preparados no liquidificador e assados em forma redonda com furo no meio, eles nunca são recheados nem levam cobertura. No máximo uma calda fininha de fruta ou chocolate. Todos os dias, a equipe do Bolo à Toa, em São Paulo, vende 250 unidades de 12 sabores diferentes. Para o iG Comida, a casa ensina uma receita clássica: formigueiro, variação do tipo que dá nome à loja – que nada mais é do que um bolo de nada.

VEJA AQUI O PASSO O PASSO DO BOLO FORMIGUEIRO

A receita tem tradição. A avó de Renata Frioli, a dona da casa, fazia bolos de casamento para fora. “Só que eram recheados, cheios de chantilly e outros cremes”, diz a moça. A profissão pulou uma geração, ficou mais simples, mas continuou em família. Seu braço direito na cozinha é Marcelo Glosso, o irmão trazido do interior com quem compartilha as memórias olfativas de farinha, gordura e ovo no forno quente. “Na nossa casa, sempre tinha bolo fresco no lanche da tarde”, afirma ele.

Tanta simplicidade conquistou o público, em apenas cinco meses. Primeiro, o da vizinhança. Depois, o de outros bairros, cidades. “Vem gente até de Campinas [interior de São Paulo] comprar aqui”, diz Renata. Sem anúncio no jornal nem folheto de propaganda, as pessoas parecem terem sido hipnotizadas pelo cheiro de massa crescendo. Coco, cenoura, fubá. Limão, maracujá, amora. Embalados em papel celofane com laço, vão para a mesa de madeira, na entrada do sobrado cor de rosa, e desaparecem rapidinho.

VEJA AQUI A RECEITA DO BOLO FORMIGUEIRO

Tricia Vieira / Fotoarena
Renata Frioli conta como vende 250 bolos sem divulgação: "temos qualidade e preço justo".
Renata credita o sucesso rápido a duas coisas: qualidade e preço. Seus quitutes custam 18 e 20 reais e estão sempre frescos, fofinhos. A professora aposentada Maria Helena Lisanti que o diga. “Se é para sair da dieta, tem que ser com algo irresistível”, diz a freguesa, que compra um bolo por semana. Ela e o marido têm orientação médica de maneirar no açúcar e elegeram essa a guloseima oficial do casal. “A gente se esconde, apaga a luz e come.” Ela garante que a aventura vale cada grama consumido.


SIGA O IG COMIDA NO FACEBOOK E NO TWITTER


Truques de família e adaptações na receita básica

A receita de Renata não é muito diferente de  tantas outras. Mas ela garante a qualidade com produtos frescos e truques que podem até parecer bobos, mas fazem toda a diferença. Confira a seguir suas dicas de família e nunca mais se contente com um doce menos do que perfeito.

- Na hora de untar a forma, prefira pincéis culinários ou até a mão. Papéis absorventes deixam o recipiente lambuzado, mas retém a maior parte da gordura.
- É sempre melhor untar a forma com manteiga e farinha. O óleo cria uma casquinha gordurosa no bolo.
- Quem quiser transformar a receita em um bolo de chocolate, basta acrescentar uma xícara de chá do produto em pó à massa.
- A temperatura do forno deve estar sempre em torno de 180 graus (médio alto). Se estiver muito alto ou baixo demais, o bolo certamente vai solar.
- Antes de 30 minutos de cocção não se pode abrir o forno, que deve ser preaquecido por 15 minutos.
- Fermento de menos impede que o bolo cresça, em excesso faz ele transbordar e descer.
- Para fazer um bolo mármore, não use os granulados da receita e acrescente meia xícara de chá à metade da massa. Depois, ponha as duas partes na forma e misture-as com um garfo.
- Sem o granulado e com uma xícara de coco ralado, o formigueiro se transforma em bolo de coco. Para finalizar, vale derramar uma calda feita de leites de coco e de vaca e raspinhas da fruta por cima.
- Para incrementar a receita, adicione castanha, frutas secas, gotas ou pedacinhos de chocolates à massa depois de batida.
- Caldas de sucos de fruta batidos com açúcar, geleia diluída em água, chocolate, doce de leite dão um toque especial à receita.
- Quem quiser um bolo mais molhadinho, pode regá-lo com guaraná, suco de laranja, limão, leite ou achocolatado. Para penetrar, faça furos com palitos de churrasco no bolo ainda quente e despeje o líquido escolhido.
- Nunca encha demais a forma. A massa deve ficar um pouco acima da metade do recipiente.

MAIS RECEITAS: 20 BOLOS DE CHOCOLATE

Veja também: como mudar o visual do bolo do dia a dia

Capriche na calda: como fazer uma cobertura de chocolate irresistível

E mais: Bolo gelado, doçura em pedaço

Leia tudo sobre: bolodicastruquespasso a passodoces

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG