Todos os segredos para preparar arroz

Por Ana Lucia Silva , colunista do iG Receitas*

compartilhe

Tamanho do texto

Cozinhar os grãos do acompanhamento mais básico para os brasileiros é mais fácil do que parece

Tem gente que gosta bem soltinho, outros curtem um empapado no melhor estilo "unidos venceremos" e há também os que brigam pela casquinha quase queimada do fundo da panela. O arroz é o grande acompanhamento brasileiro e cada um prepara à sua maneira e sob suas regras. Cozinhar os grãos não tem mistério, mas seu preparo é rodeado por lendas e simpatias.

Veja como fazer arroz de bacalhau e abóbora recheada, passo a passo

Na pressão: aprenda a fazer arroz de bacalhau e abóbora recheada para salvar a ceia . Foto: Edu CesarArroz de bacalhau: 2 xícaras (chá) de arroz, molho de pimenta a gosto, 40g de salsinha, sal e pimenta-do-reino a gosto, 70ml de azeite, 1 cebola grande, 2 dentes de alho e 100ml de mel. Foto: Edu Cesar... 800g de bacalhau desfiado, 1 caixa de mirtilo e 1 limão siciliano . Foto: Edu CesarRetire raspas do limão siciliano e reserve. Foto: Edu CesarEm uma panela de pressão, aqueça o azeite. Foto: Edu CesarAcrescente as rodelas de cebola cortadas fininhas. Foto: Edu CesarJunte o alho bem picadinho. Foto: Edu CesarDeixe refogar bem. Segundo a chef, esta etapa exige paciência. Nada de correr para fritar a cebola . Foto: Edu CesarColoque o bacalhau dessalgado e desfiado. Foto: Edu CesarDeixe refogar novamente. Foto: Edu CesarColoque o molho de pimenta... Foto: Edu Cesar...as raspas de limão siciliano... Foto: Edu Cesar...a salsinha bem picadinha... Foto: Edu Cesar... o suco do limão siciliano... Foto: Edu Cesar... e o mel. Foto: Edu CesarAcerte o sal. Experimente o bacalhau antes de entrar na panela, assim ficam mais difícil errar na quantidade de sal. Foto: Edu CesarAcrescente o arroz comum sem lavar. Foto: Edu CesarJunte a água. Para cada xícara de arroz, é preciso 3 xícaras de água. Foto: Edu CesarMisture bem. Foto: Edu CesarColoque os mirtilos congelados. É a frutinha que vai dar cor ao arroz. Se você preferir, pode substituir por uvas-passas. Foto: Edu CesarFeche a panela de pressão com cuidado e deixe cozinhar por 7 minutos, contando a partir do início da pressão. Foto: Edu CesarO arroz de bacalhau está prontinha para ser servido. Ele pode ser o prato principal ou mais uma opção para acompanhar outros pratos da ceia. Foto: Edu CesarAbóbora recheada: 1 abóbora japonesa (kabotchan), 400g de queijo gorgonzola, 100g de castanha-de-caju, 180g de cream cheese, 50g de manteiga e sal e pimenta-do-reino a gosto . Foto: Edu CesarDescasque a abóbora e corte em pedaços médios. Coloque em uma forma antiaderente. Foto: Edu CesarColoque um pouco de sal... . Foto: Edu Cesar...e um cubinho de sal por cima de cada pedaço. Foto: Edu CesarLeve ao forno pre-aquecido a 210ºC e deixe assar por 20 minutos. Foto: Edu CesarA abóbira deve ficar assim quando sair do forno. Enquanto ela não fica pronta.... Foto: Edu Cesar...faça o creme de queijo. Para isso, corte o queijo gorgonzola em pedaços pequenos. Foto: Edu CesarEm uma tigela, coloque o gorgonzola e o cream cheese. Foto: Edu CesarAmasse os dois queijos juntos até obter uma pasta. Foto: Edu CesarColoque o creme sobre a abóbora. Pode caprichar. Foto: Edu CesarPique as castanhas-de-caju em pequenos pedaços, ou substitua por outra castanha de sua preferência. Foto: Edu CesarColoque as castanhas sobre o creme de queijo e leve novamente ao forno para derreter. Se a castanha já for torrada, acrescente só no final. Foto: Edu CesarComplete com um pouco de salsinha picada bem pequenininha. Sua kabotchan recheada está pronta para ir à mesa. Foto: Edu CesarAs dicas são da chef Julia Pimenta, do Picnic Gastronomia (Rua dos Pinheiros, 808). Foto: Edu Cesar

Para quem nunca se atreveu a fazer arroz, a forma mais simples é refogar a cebola e o alho em um pouco de óleo. Depois, é só acrescentar o grão, dar uma fritadinha, colocar o dobro da quantidade em água, um pouco de sal e esperar cozinhas até ela secar. Ou seja, para cada xícara de arroz, use aproximadamente duas xícaras de água e uma colher de óleo. Os temperos são opcionais, não tem erro. 

O primeiro conselho que sempre dão é lavar o arroz para retirar impurezas e o excesso de amido. Na verdade, se você usar um arroz tipo um de qualidade, a lavagem é opcional e faz pouca diferença no resultado final.

Outro ponto que as avós não abrem mão é a água fervendo na preparação. "Água fria nunca", diriam algumas. Na verdade, isso impacta só na pressa de ter o arroz pronto. A água quente acelera, mas não altera. 

Na primeira vez e em todas as outras
Use a quantidade de água certa – sempre o dobro da medida de arroz – e espere o tempo necessário para que o líquido seque, mas não queime o fundo. Uma panela do tamanho adequado e de fundo mais grosso ajudam no processo. Envolver bem os grãos no óleo também facilita. 

Momento revelação: o segredo mais importante para não empapar é colocar tudo no fogo e não fazer mais nada. A regra de ouro: não mexa nunca, fique de olho e tenha paciência. Na hora de servir, é só mexer um pouco para acabar de soltar os grãos e pronto. Não é preciso inventar mais nada.

E você, tem algum segredo que faz toda a diferença no arroz? Conhece alguma lenda? Conta para gente.

Receitas a prova
Divulgação

Leia também:

Receitas com arroz 

*Ana Lucia Silva é repórter do iG Receitas desde 2012 e, além de jornalista, é formada em Gastronomia pela escola Estácio/Alain Ducasse Formation. Vive no mundo das panelas e ama uma novidade, uma invencionice e um bom jeito de experimentar um prato diferente.

Leia tudo sobre: ArrozAna Lucia SilvaReceitas à prova

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas