Transforme a cozinha em laboratório

Por Ana Lucia Silva , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Chega ao Brasil linha de produtos para quem quiser brincar com as texturas dos alimentos sem sair de casa

Divulgação
Olivas esféricas: um dos clássicos de Adrià uma vez rompida a fina capa, uma explosão líquida inunda a boca com intenso sabor de azeitona


O chef catalão Ferran Adrià revolucionou o jeito de cozinhar. Misturou elementos químicos, ingredientes de alta qualidade e equipamentos dignos de laboratório para fazer experimentos e brincadeiras sensoriais com a comida. Alguns de seus pratos viraram ícones da chamada gastronomia molecular, como as esferas de oliva (uma pequena cápsula gelatinosa com gosto e formato de azeitona, mas com recheio líquido).

Se antes a magia ficava restrita ao ambiente profissional, agora é possível se aventurar em casa. Adriá e seu irmão Albert lançaram uma linha de produtos para quem quiser tentar reproduzir algumas dessas modificações na própria cozinha.

Com nomes pouco conhecidos do grande público, o agar, o metil, o glice, o alginato, o gluco, a xantana e a lecitina chegam este mês aos principais empórios do Brasil com a promessa de transformar líquido em gelatina ou misturar água e óleo. "É divertido fazer em uma festa e brincar com as texturas", garante a chef Ana Alvarado, que trabalhou no famoso restaurante el Bulli, de Adrià. A brincadeira pode ser saborosa, mas é salgada. Os produtos variam de R$ 82 a R$ 300* e podem ser encontrados apenas no EAT.

Felipe Bronze, o chef carioca que tem como marca registrada o uso de elementos da gastronomia molecular, assina embaixo. "O básico é mais fácil do que parece", garante. "Comece pelas esferas e pelas gelatinas que tem nível de dificuldade menor".

Divulgação
Gelatina quente de lagostim

Ficou curioso? Ana dá dicas e ensina duas receitas diferentes. O Agar agar substitui a gelatina normal de modo mais eficiente e mais rápido. O agar, como também é chamado, permite fazer preparos quentes, como essa Gelatina de Lagostim.

Já a xantana, o alginato e o gluco permitem transformar a apresentação de um prato, como as Esferas de Azeitona. A preparação forma uma cápsula gelatinosa sem alterar características como o sabor.

Os demais ingredientes, como a lecitina e o glice podem ser utilizados para unir dois líquidos que normalmente não se misturariam, como água e óleo. Eles ajudam também na estabilidade e podem ser utilizados para criar pratos aerados.

Esferas de azeitona
Gelatina quente de lagostim

* Preços consultados em abril/2014

Leia tudo sobre: Ferran AdriàGastronomia molecular

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas