Peixes bons, baratos e brasileiros

Por Ana Lucia Silva , especial para o iG São Paulo

compartilhe

Tamanho do texto

Deixe o bacalhau e o salmão de lado e invista em pratos gostosos com pescados baratinhos

Pargo assado na crosta de sal. Foto: DullaPastel de namorado com pesto. Foto: DullaSardinha empanada  guarnecida com panachè de legumes. Foto: DullaCação com leite de coco. Foto: DivulgaçãoManjubinha crocante. Foto: DivulgaçãoSardinha à escabeche. Foto: DivulgaçãoNamorado com escarola e pimentão. Foto: DivulgaçãoCuscuz com pescada e legumes. Foto: Divulgação

Durante a Semana Santa, a tradição é deixar a carne vermelha de lado e investir em pratos com peixe. E nada mais tradicional do que apostar no bom e velho bacalhau e suas várias preparações. O problema é que o bolso pode não ficar muito feliz. A solução é simples: por que não investir em peixes bons, baratos e brasileiros?

O chef Ricardo Maranhão, coordenador do Centro de Pesquisas em Gastronomia Brasileira da Universidade Anhembi Morumbi, está a frente de uma pesquisa sobre a alimentação do brasileiro, que inclui pescados. Ele descobriu que apesar de ser um alimento muito saudável e variado, o brasileiro ainda não tem como hábito comer peixe. "As pessoas acham caro e não sabem comprar, mas existem alternativas baratas. Na Semana Santa, logo se pensa no salmão e no bacalhau, que são consumidos o ano inteiro. Eles, geralmente, são importados do Chile e da Europa", diz o professor. "Tem gente que paga caro e leva acaba levando catfish por bacalhau", brinca.

CURTA O IG RECEITAS NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER

A ideia da pesquisa da universidade é levar o máximo de informações sobre os peixes para que o consumidor aprenda a diferenciar os produtos e também incentivar o consumo mais sutentável. Comprar peixes da época fica mais barato e ajuda o meio ambiente. "Os peixes têm épocas específicas. Dependendo de quando eles são pescados, pode prejudicar a reprodução", explica Maranhão.

"No Brasil, tem um preconceito de comida de rico e de pobre. Aqui ninguém quer comer porque é barato. Em Portugal, se come de tudo, o que importa é que é gostoso. É uma questão de formação e divulgação", comenta a chef portuguesa Ilda Vinagre, do A Bela Sintra (R. Bela Cintra, 2325, Jd. Paulista, 11 3891-0740). "A sardinha, por exemplo, pode ser preparada de várias formas. Pode ser frita, com tomatada, escabeche. O importate é saber fazer. O modo de preparo faz toda a diferença", afirma.

A chef ainda conta que no Alentejo, região natal de Ilda, se come peixe a Semana Santa inteira. "Comemos bacalhau, claro, mas também outros peixes fritos ou no forno. Um prato tradicional é a sopa de cação, que leva fatias de pão amanhecido e nozes picadinhas. É um peixe barato e é uma delícia".

Outra dica do professor é procurar locais que vendam o peixe fresco e mesmo assim são mais baratos. Os entrepostos, como o Ceagesp, são boas opções. Mas afinal, qual peixe procurar?  A época é de sardinha, cavalinha, pargo, namorado, pescadinha branca e cação e a maioria deles você consegue achar por volta de R$ 10 ou menos, o quilo. Fizemos uma listinha de receitas para você aproveitar. Ninguém vai sentir a falta do bacalhau e ainda vai sobrar um dinheirinho para investir em chocolate.

RECEITAS

PARGO ASSADO NA CROSTA DE SAL
SARDINHA EMPANADA GUARNECIDA COM PANACHÈ DE LEGUMES
PASTEL DE NAMORADO AO PESTO 
SARDINHA GRELHADA COM MOLHO DE VINAGRETE
CUSCUZ COM PESCADA E LEGUMES LIGHT
FILÉ DE PESCADA CROCANTE 

NAMORADO COM ESCAROLA E PIMENTÃO 
SARDINHA À ESCABECHE 
MANJUBINHA CROCANTE 
SARDINHAS ESPECIAIS
CAÇÃO COM LEITE DE COCO
SARDINHA ALBARDADA

Veja mais: Quinze receitas com bacalhau

Leia tudo sobre: Páscoapeixereceitas

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas