Dia dos mortos mexicano pede ave com chocolate e pão com anis

O Dia de Los Muertos comemora a data em que os mortos estão mais próximos dos vivos com festa, música e muita comida. Veja receitas para celebrar em casa

Ana Lucia Silva , especial para o iG São Paulo

Pan de muerto. Foto: Thinkstock PhotosMole poblano com confit de pato. Foto: DivulgaçãoTaquitos de camarão e peixe com guacamole e torresmo. Foto: DivulgaçãoCoquetel de camarões Vuelve la vida. Foto: DivulgaçãoAs cavaleritas são feitas de chocolate ou açúcar e servem como mimo para decorar ou presentear. Foto: Thinkstock PhotosNo México, o Dia de los Muertos é comemorado com festa, oferendas e comida. Foto: DivulgaçãoO altar em homenagem aos mortos da  família é um dos pontos mais importantes da celebração. Este foi montado no restaurante Casa dos Cariris, em São Paulo. Foto: Divulgação

Se para os brasileiros o feriado de finados significa tristeza e penar, o Dia de los Muertos dos mexicanos é cheio de música, cores e muita comida. Comemorado em 2 de novembro, a celebração é uma das mais importantes da cultura mexicana. A festa surgiu com os astecas e resisitiu à colonização espanhola, que agregou elementos católicos aos rituais.

"No Dia de los Muertos, as pessoas crêem que os mortos se encontram com os vivos no mesmo tempo e no mesmo espaço. Quando lembramos dos que se foram eles se fazem presente. Essa memória é transmitida por meio de tradições e costumes de geração para geração", conta a chef mexicana Antonieta Pozas Lopes, do restaurante paulistano La Mexicana

CURTA O IG COMIDA NO FACEBOOK E SIGA NO TWITTER 

Durante o dia as pessoas vão ao cemitério, lavam e enfeitam os túmulos e levam objetos que os falecidos gostavam em vida. Tem até mariachi (músicos de música tradicional) que faz show especial para a data. "Todos se reúnem para celebrar e compartilhar, contando histórias e experiências que não foram esquecidas", diz a chef. E se a pessoa for pública, as homenagens acontecem da mesma forma em locais públicos. 

Em casa, a celebração continua com a preparação de oferendas e de comes e bebes. No México, festa sem comida não é festa. É típico preparar tamales (prato mexicano parecido com a pamonha brasileira) e mole com pollo (tipo de molho que leva chocolate, servido com frango ou outra ave). "Os moles são servidos durante o ano todo, mas em especial nessa época. Apesar de trabalhosos, preparamos os pratos pensando em agradar os mortos", explica Hugo Delgado, restauranter do Obá.

O pan de muerto, feito com anis e decorado com ossinhos e lágrimas de massa, é clássico e não pode faltar. "É um pão doce redondo e fofinho que só é preparado nessa época do ano. Todas as padarias fazem", diz Delgado. As cavaleritas, caveirinhas feitas com chocolate ou açúcar e super enfeitadas, também estão na lista dos pratos mais tradicionais e servem como mimo de decoração e para presentear.

Outro ponto alto do Dia de los Muertos é a oferenda. "Ela é montada com a foto dos mortos, pan de muerto, frutas, flores, água, sal, velas, comidas, imagens religiosas, as caveirinhas de doce e incenso", conta Antonieta.

Depois de conhecer um pouco mais a cultura mexicana, deixe a casa colorida, pinte suas caveirinhas, prepare o jantar com as receitas típicas e entre no espírito da comemoração mais alto astral. Para quem preferir, os restaurantes paulistanos Obá e La Mexicana prepararam um menu com tudo o que a festa tem direito.

RECEITAS

PAN DE MUERTO
TAQUITO DE CAMARÕES E PEIXE COM TORRESMO E GUACAMOLE 
MOLE POBLANO COM CONFIT DE PATO 
COQUETEL DE FRUTOS DO MAR VUELVE A LA VIDA

Leia mais:  Noite mexicana 

Conheça  mais comida mexicana 

Leia tudo sobre: Dia de los muertosMéxico

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG